11ª Mostra do Filme Livre no CCBB

Entre os dias 1º e 22 de março, acontecerá a 11ª Mostra do Filme Livre (MFL) no CCBB.

Com patrocínio do Banco do Brasil, a mostra, que é realizada desde 2002, bateu recorde de inscrições nesta edição. Dos 801 inscritos, os cariocas poderão assistir a 180 filmes selecionados e outros 50 convidados.

Criada e organizada por Guilherme Whitaker, a MFL 2012 exibe longas, médias e curtas, sempre destacando filmes que fujam do lugar comum. “A mostra tem por característica exibir filmes atuais, de baixo custo e que em sua grande maioria não tiveram qualquer tipo de apoio estatal” diz Whitaker. Para esta edição, a MFL está dividida em “Panoramas Livres” (com oito sessões de curtas que passarão no cinema), “Outro Olhar” (com cinco sessões em vídeo), “Curta o longa” (com nove longas precedidos de curtas) e diversas sessões especiais, como a “Mostrinha Livre” para a garotada, “Sessão Salvá“, em homenagem ao diretor Alberto Salvá, falecido recentemente,”Sexuada” (de temática sexual), “Mundo Livre” (com filmes feitos por brasileiros no exterior), “Pílulas” (com filmes de até cinco minutos) e “Coisas Nossas” (com filmes feitos pela própria curadoria e equipe da MFL).

O evento carioca traz também a sessão “Curta Rio” (com filmes da cidade), “Oficinando” (filmes feitos na oficina de vídeo realizada durante a própria mostra) e a famosa sessão “Invisível” (com filmes rejeitados pela curadoria que passarão pelo crivo do apito popular).

A MFL também vai premiar 11 filmes e seus realizadores serão convidados para virem ao Rio de Janeiro para receberem o troféu Filme Livre! e conversarem com o público. Diferentemente de outros festivais, os destaques a serem premiados são escolhidos não por um júri convidado mas pela própria curadoria, que também escreve um texto inédito sobre cada filme premiado.

A maior novidade este ano será a “Cabine Livre”, montada no foyer do CCBB e que exibirá, durante todo o evento, diversos filmes em looping, sempre obras com viés mais plástico e contemplativo do que narrativo.

Debates e oficinas:

Este ano estão previstos debates com o homenageado Edgard Navarro, logo na primeira semana da mostra. E o debate “Que país é este?”, sobre os problemas enfrentados pelos moradores do Porto do Açu nos últimos anos. Mais para o final do evento haverá o debate “Cinema de borda ou trash mesmo?”, sobre este tipo de cinema, que ganhará na MFL seis sessões de curtas e longas.

E a oficina de vídeo desta edição será a “Oficina do fim do mundo”, com orientação dos cineastas Petter Baiestorf, de Santa Catarina, e Christian Caselli, ambos referências na realização de filmes de baixo orçamento e muita ousadia. As inscrições vão até o dia 23 de fevereiro pelo site http://mostradofilmelivre.com/12/oficina.php. A oficina é gratuita e acontecerá entre os dias 6 e 15 de março, de 13h30 às 16h30, no próprio Centro Cultural Banco do Brasil.

SERVIÇO
11ª Mostra do Filme Livre – MFL 2012
Cinema I – 102 lugares (espaço especial para cadeirantes)
Cinema II – 50 lugares (espaço especial para cadeirantes)
Data – 1º a 22 de março
Entrada franca – Com distribuição de senhas 1h antes de cada sessão
Local – CCBB RJ – Rua Primeiro de Março, 66 – Centro (21) 3808.2020

www.bb.com.br/cultura e www.twitter.com/ccbb_rj

Mais informações:
http://www.mostradofilmelivre.com/12/
www.facebook.com/mostradofilmelivre

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s